Portugal Campeão do Mundo de Columbofilia 2018

Joaquim Matias um senhor da Columbofilia de Leiria… uma grande paixão pelo pombo Correio.

Bom dia caríssimos amigos. Já passou algum tempo desde que visitámos Joaquim Matias, mas nesse dia por motivos de força maior não conseguimos recolher toda a informação pertinente para realizarmos um trabalho condigno e assim protelamos no tempo esta publicação e finalmente fazemos a divulgação relativa a um senhor columbofilo, genuíno apaixonado e com uma dedicação superior. Mesmo aconselhado pelos médicos e obrigado pela saúde a afastar se do trato do pombo, tem tentado ano após ano continuar. É difícil em apenas algumas palavras contar a historia de homens como o Joaquim, mas estes artigos nem sempre se propõem a isso e neste caso noticiamos um feito bastante merecido e de elevado destaque que foi a conquista em 2020 do campeonato de Velocidade distrital, na Zona Norte, Bloco B.

Joaquim Matias concorria com apenas 45 fêmeas e mantinha um controlo apertado delas, para evitar posturas e acasalamentos. No pombal do primeiro andar residiam cerca de 45 machos em ninhos e poleiros, durante a semana cada sexo após os treinos diários entrava no seu pombal. No fim de semana durante os concursos as pombas sabiam que no regresso iriam encontrar o estore do pombal de cima aberto, onde poderiam ir ao encontro do respetivo macho e do seu ninho, no qual na época anterior cuidaram da sua descendência. Por ultimo as sua pombas voavam motivadas para casa e para o dono, durante a semana mantinha uma relação de proximidade com os atletas. As sua pombas depois de encestadas na coletividade, se o dono as chamasse elas aproximavam se das grades para o virem cumprimentar.

Concorreu sempre na sociedade columbófila de Leiria, desde 1978. Aquando da nossa entrevista o nosso entrevistado já contava com 75 anos de idade. Iniciou a pratica columbófila há mais de 40 anos, mas começou a marcar bem há cerca de 20 campanhas atrás, tudo mudou com a entrada de dois casais de pombos Holandeses da Sra. Smeulders. O marido desta senhora trazia cestos de pombos para Portugal para a zona de Leiria onde trabalhava numa fabrica, esses pombos vinham, para casa de um amigo do Joaquim. Certo e determinado dia ao visita lo gostou tanto do que que viu, que lhe pediu alguns emprestados. Mais tarde ficaram em definitivo e foram realmente grande pombos de corrida.

A Craque do Pombal… Ludo Classens, CIC – venceu 14 anilhas na sua vida

O primeiro pombo correio que possuiu na sua vida foi uma pomba pedrada que apareceu junto dos pombos vulgares que existiam em casa de seus pais, tinha Joaquim Matias 9 anos. Mas depois tinha um pombo com anilha e os restantes vulgares, decidiu desfazer se desses últimos e foi comprar um macho numa vila vizinha, custou lhe 10 escudos mas ele só tinha 7,50 escudos, o amigo que o acompanhou nessa viagem teve que lhe emprestar 25 tostões. Os primeiros treinos foram feitos de bicicleta e o primeiro campeonato disputado foi depois de sair da tropa. Até 2020 nunca parou e agora vê-se afastado da sua paixão porque a sua saúde não lhe permite. Continua a assistir a chegadas em casa de amigos, mas tem de se ficar por aqui.

É com muita emoção que nos fala dos seus melhores anos e dos melhores pombos, sendo que o melhor estava reservado para a parte final, em 2020 consegue sagra-se campeão distrital Zona Norte Bloco B em Velocidade. O coração já não aguenta, a maquina não permite e também já não aguenta ver diariamente as aves de rapina a levarem os melhores.

Campeonato Distrital Velocidade Zona Norte Bloco B – 2020

5668Joaquim Cordeiro MatiasSociedade Columbofila Leiria3578
40447Valentim & ValentimSociedade Columb Campos Lis3452
12473Albino Manuel Cruz SantosSociedade Columb Campos Lis3340
1997Eduardo Ferreira SantosSociedade Columb Campos Lis3297
57515Andre Alexandre H FranciscoSoc.Columbófila Portomosense3294

Campeonato Distrital Raul Oliveira velocidade 2020 – Zona Norte Bloco B

5668Joaquim Cordeiro MatiasSociedade Columbofila Leiria3612
40447Valentim & ValentimSociedade Columb Campos Lis3526
2002Carlos Manuel Ley G F DinisSociedade Columb Campos Lis3352
50016Valentim & Valentim / BSociedade Columbofila Leiria3346
59448Ricardo Pires & Bruno PiresSoc.Columbófila Portomosense3329

Não se vai afastar em definitivo do pombo correio, ficam 5 casais com o intuito de participar em alguns dérbis por forma a manter a chama viva. A columbofilia de competição em casa está terminada. Diz nos com nostalgia que adorava as provas de fundo onde reconhece que é mais fácil ser campeão, porque se tiver uma equipa boa de atletas para essa especialidade sem os estragar, arrisca se a ser campeão sem trabalhar muito durante a semana para que isso aconteça. De velocidade já não é bem assim, é preciso pombos, treino, jogo, mão certa, e bastante trabalho, muitas vezes perdem se os concursos logo na saída do camião.

O grande avanço em termos de resultados acontece como já referenciamos quando Joaquim Matias introduz alguns casais da família Holandesa Smeulders, uma equipa composta por uma senhora e o seu cunhado… o marido que trabalhava na metalurgia em Portugal trouxe alguns atletas da sua esposa para oferecer ao José Estevão, este por sua vez em “paga” de alguns favores empresta alguns ao Joaquim e mais tarde oferece-lhos de vez… deram um grande impulso, nomeadamente uns “Ardósias” da linha Romario, isto na velocidade e meio Fundo.

Uns anos mais tarde Joaquim Matias começa a trocar alguns pombos com a dupla Valentin & Valentin, (pai e filho) alguns borrachos, alguns reprodutores e começou a cruzar estes pombos com os que já tinha em casa e daqui resultou um novo impulso na qualidade e nos resultados obtidos, em velocidade, meio Fundo e Fundo. As linhas que entraram foi do casal base, um cruzamento Van Loon X Grondelar Rui e Paulo Rodrigues com os Puteri X Janssen do CIC. Estes vermelhos cruzaram muito bem com os negros do Matias. Numa segunda vaga rumaram a este pombal a linha do Casal Maravilha, também oriundos da dupla Valentin & Valentin, entretanto equipa extinta que deu origem a: Lightning Pigeon Team.

A nível do Fundo podemos referenciar a fêmea dos 7 primeiros, que se perdeu na historia a sua origem. Esta pomba deixou uma geração de pombos ganhadores de longa distancia. Outros fundistas de referência vieram do sr Américo, um grande campeão do distrito de Leiria. Nos últimos anos foram adquiridos alguns pombos no CIC e daqui destacamos dois craques, uma delas fica recordada para sempre uma vez que venceu 14 anilhas. Linhas adquiridas: Ludo Classens, Invencivel e Romarinho dos 7 primeiros.

Assim chegamos ao fim de mais um artigo. São homens como Joaquim Matias, que nos tiram da cama ao domingo bem cedo, para fazermos uma viagem de duas horas sem sabermos quando iremos regressar ao lar. Não tem preço esta hora que terminamos as fotos e os textos e podemos mostrar historias destas de amor ao pombo e à columbofilia. Um bem haja a todos aqueles que lutam diariamente para não cairmos em esquecimento. Antes de irmos embora apenas deixar uma referencia ao grande jornal “Mundo Columbófilo” que faz 75 anos de existência ao serviço de todos e por todos, obrigado à família Moura.

Votos de excelentes campanhas e sejam felizes. até breve…

Hélder Galveia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: