Portugal Campeão do Mundo de Columbofilia 2018

Doing The Distance… by Sjaak Buwalda (English \ Português)

Estamos no Início de março e temos um clima de primavera magnífico, quando você olha para o céu o sol erradia . Sair vai deixar você sentir que ainda estamos no meio do inverno. Vindo de Portugal ou Espanha está quente, você realmente não gostaria de estar aqui com as janelas congeladas pela manhã. Os jovens lá fora desde a semana passada não se parecem importar, eles estão apenas felizes ao sol, encontrando seu caminho neste mundo. Para um corredor de longa distância, sou um homem precoce criador. Mais comum é iniciar a reprodução em fevereiro, março ou mesmo abril. Onde os corredores de concursos mais curtos começam no início de dezembro ou até no final de novembro. A grande diferença é que os homens de longa distância não se importam com os resultados de seus jovens, é apenas uma seleção por natureza, treinando e acostumando-os a viajar. Para os pombos ‘normais’ que querem ver os resultados, há um objetivo totalmente diferente. Nós ainda gostamos da chegada de nossos jovens, sem pressão, sem estresse, sem relógio, apenas vê-los chegando em casa é mais do que suficiente. Nossa temporada de borrachos começa em meados de julho e termina em meados de setembro, no total cerca de 10 corridas de 100 a 400 quilômetros.

Os columbofilos que fazem o campeonato normal na maioria das vezes colocam seus borrachos no sistema de escurecimento e, posteriormente, no sistema de iluminação, para evitar que eles mudem e os corra em trajes militares completos. Os corredores de longa distância não fazem isso, apenas correm quando estão na muda, sem treinamento extra durante a semana. Vários dos meus companheiros de clube nem se preocupam em dar a eles um treino de estrada ou de basquete antes da corrida. Eles apenas os encenam e vão. O ditado em nosso clube, principalmente os corredores de longa distância, é que eles nascem pombos-correio, mas nem todos devem ser pombos-correio, vamos resolvê-los o mais rápido possível. Se a primeira corrida com os jovens for uma corrida normal, mesmo para os corredores de longa distância não treinados chegarão em casa sem perdas irracionais. Na verdade, não contamos nossas perdas, falar sobre isso não é feito, contamos nossos retornos. Os bons retornam, quando saudáveis, é claro. A natureza vai resolver as coisas. A minha escolha de começar a época de reprodução já no início de dezembro é que gostaria de ter os mais jovens ‘sob controlo’ antes da época dos pombos velhos começar na segunda parte de abril. Terminei minha temporada de reprodução antes de abril e dou todo o meu foco na equipe de corrida. Os jovens já sabem o que se espera deles, eles vêm quando eu mando, só prático. Além disso, quero aproveitar nosso esporte também no inverno, o ano todo. Além disso, ao longo dos anos, os criadores mais velhos e mais fracos, mostrarão suas falhas mais cedo no meio do inverno. E eu não tenho lugar para fraquezas, não importa quão boas elas tenham sido no passado. Não é preciso dizer que prefiro manter minha equipe de criação jovem. Basta olhar para os pedigrees de todos os vencedores e a idade de seus pais. Quão raramente eles são criadores mais velhos, realmente mais velhos? A natureza parece preferir uma seleção rápida, então por que se preocupar em esperar que o criadouro se transforme em museu? Existem exceções, como sempre, ainda não posso basear um sistema em exceções. Prefiro criar meus próprios reprodutores, desde os melhores pombos mais velhos quando o clima está muito mais quente, trata-se de coletar os melhores genes em seus novos futuros reprodutores.

A preparação para a nova temporada de corridas, que começa oficialmente aqui no terceiro fim de semana de abril, está a todo vapor. Em etapas, ajustando os filhotes ao novo ambiente. Emparelhando-os, deixe-os descansar nos ovos por alguns dias e, lentamente, solte-os novamente. Cuidado, os predadores ainda estão com fome, e enquanto não houver folhas nas árvores, é ainda mais perigoso. Os predadores machos têm que mostrar aos seus futuros parceiros que são capazes de capturar presas, especialmente nas próximas semanas. Portanto, ainda mais segurança e pequenos passos para a nova temporada de corridas. Os predadores estão fora durante todo o inverno e, portanto, mais bem preparados. Nossos pilotos ficaram, ou com certeza uma parte da equipe teria sido transformada em hawkfeed se eles estivessem fora durante todo o inverno. É a escolha do gerente, assumir suas perdas durante todo o inverno, ou apenas algumas semanas estressantes no final de março, quem sabe melhor? Apenas uma escolha do gerente, que melhor lhe convier, com horário de trabalho. Minha chave é a virada do relógio para o verão, e os dias estão ficando longos, tempo suficiente para prepará-los com nossas importantes corridas em junho e julho. Nossa temporada de longa distância é focada nessas 8-9 semanas com muitas corridas, se você quiser, muitas opções. Temos os nacionais com liberação da tarde que são cerca de 6-7 corridas de 800 a 1100km. E além disso as 7 corridas internacionais de 1050 a 1300km para nós aqui no norte. Você precisa de pombos especiais para isso, porque somos um dos dois países, acho, onde essas distâncias estão no mapa.

Não temos comparação, este é o trecho final da capacidade dos pombos. Então inventando o jogo regularmente. Se trouxer os nossos pombos de libertação da tarde no seu pombal, o melhor é cruzá-los com os seus melhores corredores de 500/700 km. Isso lhes dará a resistência e resistência de corridas em condições difíceis, além do amadurecimento mais cedo de seus próprios pombos bem testados e comprovados. Os pombos de raça pura de 1100 km desenvolvem-se mais lentamente, atingindo o pico mais tarde, além de perder a velocidade real para vencer mesmo a 700 km. Só para você saber, não espere que os corredores africanos de longa distância ganhem na corrida. Boa sorte para 2022

Doing The distance…

Early march and outside magnificent spring weather, well when you look at the skies and sun that is. Going outside will let you feel we are still in the tailbone of winter. Coming from warm Portugal or Spain you realy wouldn’t like being out here with frozen carwindows in the morning still. The youngsters outside since last week don’t seem to mind, they are just happy in the sun, finding their way in this world. For a long distance racer I a man early breeder. More common it is to start breeding in februari, march or even april. Where the not long distance racers start in the beginning of december or even end of november. The big difference is that the long distance men don’t care about the results of their youngsters, it is just selection by nature, training and getting them used to traveling. For the ‘normal’ pigeonmen who want to see the results, there is a totaly different objective. We still enjoy the arrivals of our youngsters, no pressure, no stress, no clocking, just watch them comming home is more then enough.  Our youngbird season bytheway starts around the middle of juli and finishes halfway in september, in total some 10 races from 100 untill 400 kilometers.

The program racers most often put their youngsters on the darkening system, and lateron on lighting system, to keep them from moulting and race them in full army suit. Long distance racers don’t do that, just race them when they are moulting, no extra training during the week. Several of my clubmates don’t even bother to give them a roadtraining or baskettraining before the race whatsoever. They just basket them and go. The saying in our club, mostly long distance racers, is that they are born are racing pigeons, but not everyone is meant to be a racing pigeon, let’s sort them out as soon as possible. If the first race with the youngsters is a normal race, even for the untrained long distance racers will make it home without unreasonable losses. We actualy don’t count our losses, talking about it is not done, we count our returns. The good ones return, when healthy ofcourse. Nature will sort things out. My choise of starting the breeding season already early december is that I would like to have the youngsters ‘under control’ before the season for the old pigeons start in second part of april. I have finished my breeding season before april, and give all my focus on the racingteam. The youngsters already know what is expected of them, they come when I tell them to come, just practical. Besides that I want to enjoy our sport in winter as well, all year round. Next to that, the over the years getting weaker older breeders, will show their flaws earlier in the middle of winter. And I have no place for weakness, no matter how good they where in the past. No need to say I prefer to keep my breedingteam young. Just look at the pedigrees of all the winners, and the age of their parents. How rarely are they older, realy older breeders? Nature seems to prefer fast selection, so why bother waiting for breedingloft turned into a museum? There are exceptions, as always, still I can’t base a system on exceptions. I prefer to breed my own breeders, from the older better pigeons when the weather is much warmer, it’s all about collecting the best genes into your new future breeders then.

The preparation to the new racingseason, which officialy starts here in the third weekend  of april, is in full swing now. In steps getting the yearlings adjusted to their new environment. Pairing them up, let them sit on eggs for a few days, and slowly letting them out again. Beware the predators are hungry still, and as long as there are no leafs on the trees it is extra dangerous. The male predators have to show their future partners being capable of catching prey, especially in these comming weeks. So all the more safety, and small steps into the new racing season. The predators are out all winter and thus better prepared. Our racers have stayed in, or for sure a part of the team would have been turned into hawkfeed if they would be out all winter. It is the choise of the manager, take your losses all winter, or just some stressfull weeks at the end of march, who knows best? Just a choise of the manager, which suits him or her best, with working hours. My key is the turn of the clock to summertime, plus the days are getting long then, plenty of time to get them ready with our important races in june and juli.

Our long distance season is focussed on those 8-9 weeks with a lot of races if you want to, plenty of choise. We have the nationals with afternoon liberation which are some 6-7 races from 800 – 1100km. And next to that the international 7 races from 1050 – 1300km for us up here in the north. Special pigeons you need for that, because we are one of I think two countries where these distances are on the map. We have no comparison, this is the end stretch of pigeon capability. So inventing the game regularly. If you bring in our afternoon liberation pigeons in your loft, best is to cross them with your best 500/700 km racers. This will give them the endurance and stamina of racing under hard conditions, plus the earlier getting mature of your own well tested and proven pigeons. Pure bred 1100km pigeons will develop slower, peaking at later age, plus missing the real speed to win even at 700km. Just so you know, don’t expect african long distance runners to win at sprinting. Good luck for 2022

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: