Portugal Campeão do Mundo de Columbofilia 2018

Vergas & Filho – Campeões no Distrito de Lisboa ZA

José António Silva Vergas, o pai e Alexandre José Gamita da Silva, o filho de 40 anos, são os dois elementos que compõem a dupla que o columbofilia online visitou esta semana. Uma equipa com o pombal em Povos, no distrito de Lisboa e que concorreram em Alhandra e na castanheira. Vêm de uma família de columbófilos e praticam a modalidade ininterruptamente há varias décadas.

Vista Geral da frontaria dos pombais de competição

O Nosso amigo Vergas começou na columbofilia em 1963 e a primeira vez que o seu nome constou nos boletins de encestamento foi em 1966. O primeiro pombal foi em sociedade com o seu padrinho, no Olival depois foi para a travessa dos Ferreiros, entretanto construiu no quintal da residência do seu padrinho, e com a sua vinda do Ultramar em 1975, o pombal foi construído no quintal do seu futuro sogro. O seu filho Alexandre nasceu em 1980 praticamente dentro do pombal e em contacto direto diário com os pombos. Finalmente em 1988 as instalações são construídas em definitivo e precisamente no local actual: Povos. O Alexandre dedica se a 100 % ao pombo correio sensivelmente a partir de 1997.

Belga do Xico X Bacalhau

Pilar da colónia- Filho do casal Base – (Filho da 14\2001 X Filha da 400\2002) Este macho bem como os seus irmãos, como reprodutores são os responsáveis pela maioria dos títulos alcançados, na reprodução são exemplares de grande qualidade

Melhores Performances Velocidade Distrital ACD Lisboa Zona A – 2020

Pombal Competição- Vergas & Filho

Belga do Xico X Janssen

3º Pombo Ás Velocidade Distrital Z – Anilha Ouro Velocidade na Castanheira – Anilha Prata velocidade Alhandra 2020

A base desta dupla de sucesso do distrito de Lisboa, assenta numa fêmea que lhe foi oferecida por Miguel e Sousa, que venceu 14 anilhas de ouro e uma de prata, cruzada aos “Bacalhaus”. Vamos esmiuçar esta historia… o Miguel ofereceu lhe duas pombas, uma era a “400” e outra era a “14”, estas duas fêmeas foram acasaladas à prata da casa, dois machos “Bacalhaus” de José Manuel Correia… uma delas foi logo em borracha anilha de Ouro e venceu a Zona no distrito dois anos alternados, mas acabou por se perder em combate, bem como a outra fêmea do Miguel também não regressa a casa de um concurso…

Pombal de Competição Fêmeas Velocidade e Meio Fundo

Os filhos destas grandes fêmeas com os “Bacalhaus… não de destacavam desportivamente e perante a perca das mãe é equacionado todos serem eliminados, mas acabam por escolher um macho filho da “14” e uma Fêmea da “400”… são acasalados os dois, eram de 2004 e 2005… acabaram por se revelar um casal Diamante… daqui saíram os grandes voadores recentes da colónia e os melhores reprodutores.

Belga do Xico X Drapa

7 X Top 10 em dois anos a competir…saiu 3 vezes a Fundo fez: 2º, 4º e 15º- Foi uma vez a 1º, uma vez a 2º e uma vez a 3º… excelente fêmea

Hoje em dia estes pombos são acasalados com a linha do Drapa, nomeadamente duas fêmeas, uma adquirida no Algarve Golden Race, e outra oferecida por João André – Santa barbara Pigeons, que entraram muito bem nos machos filhos do casal diamante. Reproduzem de forma especial também com os Jansens, introduziram nos últimos anos uma fêmea de Rogério Germano, que como voadora não se destacou , mas como reprodutora, já cunhou a sua presença no pombal, é uma das melhores reprodutoras actualmente. A linha dos Figos também começa a dar sinal de entrarem muito bem neste pombos. Por fim introduziram os Grondelars, com igual sucesso.

Pombal de Competição – Fêmeas Fundo

Melhores Atletas velocidade Distrital Zona A – 2020

Belga Do Xico X Bacalhau

Vice Campeã distrital Z – Anilha de Ouro Velocidade Alhandra –
Anilha Prata velocidade Castanheira – 2020

Voltando um pouco atrás na historia desta equipa, temos ainda a destacar os celebres Bricouxs do duque de Palmela, conhecidos por estas paragens como os “lilases velhos” nomeadamente e em especial o macho que se sagrou campeão distrital em 2004 que era Bricoux X Verek, marcou uma geração de campeões, descendentes dele foram 5 campeões distritais. Estes pombos não desapareceram da colónia… presentemente os Belgas do Xico fazem até aos 600 km e depois entram estes lilás, que são especialistas nas longas distancias.

Esta fêmea esteve para não ser seleccionada para a equipa… em borracha… passava noites seguidas sem dormir no pombal… mas como a irmã classificava bem na longa distancia, no final das contas acabou por ficar e em boa hora assim foi…

3º Pombo Ás Fundo distrital Z 2019 – Outra neta do casal Diamante

A equipa Vergas & Filho tem somado títulos atrás de títulos, consideramos que será em termos de qualidade e consistência das melhores equipas de de há vários anos a esta parte no distrito de Lisboa. Têm mantido uma regularidade ímpar, apenas alcançada pelos melhores entre os melhores. Recordam anos fantásticos nomeadamente o titulo distrital de Fundo em 2004 como columbófilos e nos melhores pombos … Nos anos 90 também fora muito especiais: houve dois campeonatos do conselho Vila Franca de Xira… venceram os dois, e estamos a falar de 380 columbófilos a competir. Já foram campeões de Zona distrital de velocidade de Meio Fundo e Fundo, várias vezes em qualquer uma das especialidades… 3 anos campeões de Zona distrital no campeonato Geral… Recordam um ano especialíssimo na castanheira do Ribatejo, numa disputa de um campeonato organizado por José Ribeiro que competiram e venceram contra 38 campeões de campanha… 23 concursos… 7x7x7 e dois Léridas no fim… tem sido um percurso imaculado, recheado de muitas alegrias.

Pombal Competição – Borrachos

As instalações são divididas em 3 pombais, o pombal de voadores com duas secções para fêmeas, uma delas para as que voam a velocidade e o Meio fundo, e uma segunda para as fundistas, depois uma secção para machos e outra para borrachos. O segundo pombal é nas costas destes e aqui são feitos os casais de reprodutores e tirados os pombos para a campanha seguinte e um terceiro pombal onde os reprodutores desacasalados fazem a muda e passam o inverno. A aposta nos últimos anos tem sido mais nas fêmeas, mas proximamente vão reactivar a aposta no sexo masculino. os Borrachos raramente voam no primeiro ano. Por norma deixam amadurecer os pombos para poderem depois apostar a serio neles mais tarde.

Pombal de Borrachos

Os nossos entrevistados são apologistas que qualquer colónia que queira estar no topo, principalmente ao nível do fundo, deverá apostar pouco em pombos jovens, deverá permitir que ganhem experiência e que amadureçam, tirar a “pele” apenas a meia dúzia de pombos por ano… o segredo é ter pombos bons, experientes e descansados.

Pombal de Reprodutores

Anualmente tiram cerca de 100 borrachos que iniciam os treinos logo em tenra idade… não saem de casa a não ser em dias seguros e curtas distancias… muito treino à volta do pombal e na estrada, mas concursos pouco ou nada. Quanto ás tarefas diárias nos pombais, não esta estipulado de forma rígida o que cada um deve fazer, quem chega primeiro começa o processo. Na altura da muda o pai chega primeiro… nos concursos costuma chegar primeiro o filho.

Pombal reprodutores II

Sem sombra de duvidas que são estas colónias que gostamos de visitar. Não por encontrar-mos pombos com nomes sonantes ou pedigres pomposos, mas sim pela qualidade em si e pela simplicidade no trato. Com a propagação das redes sociais, vemos cada vez mais pequenos feitos empolados em massa, temos cada vez mais campeões de rua e de bairro, e chegamos a ter campeões de muda… porque quando os concursos começam, muitos destes desaparecem das redes sociais… mas é a realidade que temos de conviver. No caso da equipa Vergas & Filho a historia é outra, estes são verdadeiros campeões no real sentido da palavra… ganham constantemente e a um nível elevado… estes são os bons columbófilos e os bons pombos que devemos apostar e divulgar. Parabéns campeões e muita sorte para esta e próximas campanhas…

2 Comments on Vergas & Filho – Campeões no Distrito de Lisboa ZA

  1. Parabéns, a estes dois apaixonados pelos pombos de corrida, depois deste documentário pouco à acrescentar… Pela dedicação no dia a dia e trabalho de equipa em cada dia, os resultados não aparecem por acaso, mas sim, pelo trabalho de longos anos e na arte de saber conduzi-los em cada época do ano.
    Boa muda e para o ano esperamos que esta pandemia nos deixe em paz, para poderem dar continuidade ao prazer de competirem em cada prova.
    Abraço

    Gostar

  2. sem duvida uma das melhores colonias do distrito de lisboa

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: