Portugal Campeão do Mundo de Columbofilia 2018

António Mestre Martins Campeão Geral GC Banheirense – 2017

Bom dia companheiros de luta. Hoje trazemos um artigo que revela ao publico em geral o campeão do GC Banheirense, um dos mais competitivos clubes do distrito de Setúbal. Não fosse pelo facto de ser o clube onde todos os concorrentes da Aldeia Columbófila da baixa da Banheira concorrem. No ano de 2017 competiram 27 equipas. O Grande vencedor que mais se destacou foi António Mestre Martins, um senhor que já conta com 71 primavera. Columbófilo desde a década de 70.

António Mestre Martins e Luís Martins (filho)

Frente dos Pombais de competição

IMG_5136

Luís Martins, um rapaz de 47 anos, filho de Mestre Martins é o actual Manager. É ele que actualmente delineia a estratégia e os afazeres da colónia. Começou a acompanhar o seu pai nos pombos ainda era moço pequeno e sensivelmente a partir de 1990 quando regressou de uma incursão pelo estrangeiro, dedicou se de alma e coração à columbofilia, e as coisas começaram, a ser levadas mais a serio.

Um dos Pilares na Reprodução

4193 mestre martins

Resultados 2017: G.C. Banheirense

1º Campeonato Geral, Anilha Prata

1º Campeonato Velocidade, Anilha Prata

2º Campeonato Meio Fundo

1º Campeonato Fundo, Anilha de Ouro

IMG_5142

Já em 2016 a equipa havia dado sinal de estar a crescer:

1º  Campeonato Velocidade

5º Campeonato Meio Fundo

3º Campeonato Fundo

2º Campeonato Geral

A “Norte, mais um Pilar na Reprodução. É mãe da pomba  “644” fotografado em baixo, vencedora de duas anilhas de prata em 2017

7231 mestre martins

No inicio destas “andanças” começaram a encestar em Alhos Vedros mas entretanto mudaram se para a Baixa da Banheira e ai se têm mantido sempre a concorrer. Hoje em dia o Luís diz-nos que o amor pelos pombos é fundamental, o gostar de lidar com estes magníficos animais, mas quando estamos na columbofilia, temos de pensar mais à frente e não estarmos apenas para brincar. Há que definir objectivos, traçar metas e depois lutar por elas, com toda a nossa força e os meios ao nosso alcance. Fazendo o nosso melhor, introduzindo pombos de qualidade e muita dedicação, o sucesso acaba por aparecer.

Interior do Pombal de Fêmeas voadoras

IMG_5146

Depois de vários anos a preparar a equipa sempre de forma ascendente, o ano de 2016 já deu boas indicações, e as coisas começavam a conjugar-se para a cereja no topo do bolo em 2017. O columbofilia Online deseja que o ano de 2018 seja também de enorme sucesso.

Excelente Voadora, mais prata da casa…

0644 mestre amrtins

Nesta altura do ano normalmente já têm a equipa separada por sexos, mas este ano ainda estão apenas separados por idade, os adultos, encontram se no pombal normalmente ocupado pelos machos, têm os ninhos fechados. Enquanto à esquerda no pombal normalmente ocupado pelas fêmeas encontram-se os borrachos.

IMG_5149

A tradição na columbofilia desta família começa com Mestre Martins, a “aficion”  não vinha de traz, o avô de Luís Martins não tinha pombos, esta admiração por estas aves, começou na juventude de Mestre Martins ainda no Alentejo onde começou a ter uns “pombecos” no quintal da casa dos pais.

A craque de 2017- linda pomba, em mãos muito completa e equilibrada

9337 mestre martins

Já a residir na Baixa da Banheira, conseguiu adquirir uns “Pigarços” de boa qualidade e foram estes os primeiros pombos que deram alegrias no seu pombal. Foram cultivados e seleccionados durante vários anos. Esta geração começa num pombo negro oferecido por um amigo que quando cruzado a uma “pigarça”, reproduzia normalmente pombos quase brancos. Entretanto introduziu alguns “Cagalanisso” e um macho vermelho também de boa qualidade. A grande viragem nos resultados acontece quando aparece o “Mentiroso”, era assim chamado porque tinha 10 guias numa asa e 11 na outra. Este pombo para alem de ser um  grande voador, veio a revelar se o pilar da colónia até aos dias de hoje e muito mais que a mais valia que deram os seus genes, veio dar um animo suplementar ao Luís que afeiçoou se de tal ordem ao macho que nunca mais se afastou da columbofilia. Um pombo do “Nalho de Alverca” um amigo.

Mestre Martins no interior do pombal onde se encontram os adultos

IMG_5139

Pai e filho agradecem a todos os seus amigos, sem enumerarem nomes, mas dizendo que todos sabem de quem estão a falar. Pois esta equipa para alem de não ligar a “Pedigrees” e nomes de pombos sonantes, têm tido bons pombos na sua maioria oferecidos por amigos, ou resultantes de trocas com amigos. Sempre dentro da amizade, têm construído a sua equipa de reprodutores e voadores e ajudado outros companheiros de luta também a formarem as sua colónias.

A equipa na frente do pombal de reprodutores

IMG_5152

Fazem uma viuvez rotativa, com os ninhos tapados durante a semana e descobertos nas chegadas. Apenas têm tempo para fazer um voo diário e a ajuda de mestre Martins é fundamental neste treino, apesar de não poder permanecer actualmente dentro do pombal, por conselho do medico. No final de cada campanha fazem um acasalamento e permitem a postura de ovos e raramente deixam nascer borrachos, enquanto no inicio da campanha seguinte fazem o acasalamento dos adultos, mas não permitam posturas.

IMG_5147

Começam cada campanha com cerca de 110 pombos, entre novos e velhos. Por exemplo em 2018 estão a começar com 68 adultos e 40 borrachos, criados a partir  de 9 casais que fazem anualmente. Treinos em linha não… não há tempo para tal.

IMG_5138

Mestre Martins já reformado e com tempo para os pombos, mas impossibilitado de permanecer nos pombais, enquanto o filho Luís Martins anda sempre a correr de um lado para o outro e precisa fazer uma ginástica diária para limpar, treinar e cuidar dos atletas. Mas quando se corre por gosto….

Devido a esta vida agitada do Luís não foi fácil marcarmos esta entrevista, mas conseguimos, e trouxemos mais um campeão a publico. É um enorme orgulho fazer este trabalho, obrigado a todos quantos apoiam o que fazemos, obrigado a todos os que acreditam em nós… Faremos sempre o nosso melhor.

Parabéns aos amigos que visitamos e força para o futuro…

 

1 Comment on António Mestre Martins Campeão Geral GC Banheirense – 2017

  1. Com todos os coummbofilos a concorrerem com os pombais situados na Aldeia Columbofila é enaltecida a verdade desportiva. Os lamentos e as queixas dos beneficios e prejuízos da entrada dos pombos associada à linha de voo termina. Mas, antes de existirem as Aldeias Columbofilas já existia a columbofilia. E é com esse facto que temos de encarar a modalidade (ou hobby), refreando o significado das vitórias já que elas valem o que valem nesse contexto. Significado diferente certamente terão essas vitórias no contexto das Aldeias Columbofilas. Mas, disso ninguém tem culpa. A realidade é o que é. Parabéns ao António Martins e a seu filho.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: