Uma excelente campanha de 2018

Adriano Malveiro – Campeão Distrital Fundo 2017 – Lisboa

Adriano Malveiro iniciou o contacto com os pombos em Benfica. Era um menino com idade de escola, sensivelmente com os seus 9 anos. Decorria a década de 80. Era uma altura de dificuldades, não havia capacidade financeira para manter os pombos, mas quando o destino parece estar marcado, as coisas acontecem. A senhora da cave onde residia o Adriano tinha umas gaiolas com pombos Romanos e o moço ajudava a cuidar deles. Em pouco tempo começou a substituir esses pombos por Pombos Correio que arranjava. Este sentimento foi amadurecendo até à idade de 16 anos, altura que começou a concorrer. Mira\Sintra foi o primeiro local mais a serio, não deixando de ser a brincar, pois a família era modesta, o que não permitia sonhar em voos mais altos. Sensivelmente há 27 anos atrás, decorria o ano de 1992 acontece uma das coisas mais marcantes na sua vida, casou. Uma etapa completamente diferente começou nesse momento. Nessa altura o gosto pelos cães levou Adriano a passar os 5 anos seguintes dedicado a esses animais, mas a semente da columbofilia estava mais do que germinada e o regresso era espectável. Na altura da tropa por circunstancias da vida perdeu todos os seus pombos e neste recomeço foi mesmo um inicio da estaca “0”.

O Pombo que mais primeiros ganhou na sua casa… a sua negaça… uma família de pombos que nas suas várias gerações vão dando sempre um craque a chamar os que regressam de concursos.

IMG_4630

A oferta de 2 ovos por parte de Manuel Gonçalves de Camarate marcaram a sua columbofilia nessa altura. Nesse vieram para sua casa vários ovos, mas aqueles dois marcaram a diferença, nasceu um negro de guia branca e uma vermelha, esta pomba como voadora foi extraordinário, enquanto o seu irmão nunca ganhou um prémio, mas como reprodutor, marcou varias gerações, nomeadamente na especialidade do fundo. Desde essa altura foi sempre a longa distância a especialidade que mais o fascina, e se fossem provas de dois dias ou de 1 dia , mas a chegarem os primeiros pombos ao cair da noite…essas são as melhores e são essas que o fazem fervilhar.

Um dos craques da época de 2017

5283069

Outros pombos que marcaram o passado foram pombos de António Luís Banha, nomeadamente uma “Pigarça” que tinha vencido uma anilha de prata de Fundo, linha dos “Perna à Roda”. Esta pomba reproduziu alguns pombos muito bons que em conjunto com uns pombos oferecidos pelos amigos da Trofa e alguns Armindos foram a sua base durante muitos anos. Presentemente tudo mudou.

Corredor central

Através deste espaço que os pombos entram e se divide pelas várias secções.

IMG_4637

Decorria o  ano de 2004 surge a possibilidade de adquirir uma nova casa e a primeira preocupação foi que a nova habitação teria que ter um terreno condigno com a pratica da columbofilia. Dito e feito, em 2005 inicia o seu projecto actual. Até os pombos são outros por estas paragens, diferentes dos do passado. Sem duvida que até aqui apareceram bons pombos e alguns mesmo muito bons, mas os tempo mudam, a condição de vida também mudou, mas certos e determinados pombos ficarão na sua memoria para sempre.

Um pombo especial, vários primeiros prémios na sua curta carreira

5283055

Hoje em dia a base são os pombos Janssen e os Van loons, e o resultado do cruzamento entre estes.  Adquiriu também um pombo, na zona de Lisboa que se revelou muito importante na sua reprodução actual: o “Obelix”. Este pombo em conjunto com duas irmãs, já lhe deram varias anilhas de ouro, e são “pau para toda a obra”, fazem todas as distâncias. Os seus filhos são bons reprodutores e os netos também.

Não podemos deixar de frisar que anualmente vai a Kassel e dai tem trazido vários pombos de columbofilos Alemães que cruzados no seu pombal são também eles peças fundamentais no sucesso alcançado.

Conhecendo o valor destes sangues alemães, adquiriu também nas finais do Derby Golden Race mais alguns exemplares destas linhagens.

Pombal de Machos voadores

IMG_4632

Um dos pilares da equipa na reprodução…pai da “Craque” ela foi oferecida a um amigo e depois regressou a casa… como reprodutora tem sido um fenómeno. O autor manuseou essa fêmea e tive o privilegio de apreciar com tempo o seu porte, e sem duvida é uma das melhores pombas que já tive na mão, um colosso. Também está fotografada neste artigo.

4123141

Anualmente aos pombais de voadores principais chegam cerca de 70 a 80 pombos adultos, depois de bem voados e seleccionados nos respectivos pombais de borrachos. Cada época tira cerca de 400 borrachos, para alimentar dois pombais de borrachos na sua casa e presentemente um terceiro pombal do qual já faremos referência mais à frente. São feitos cerca de 70 casais anualmente, ficando outros tantos reprodutores esperando a sua vez para um ano seguinte. Muitos deles acabam em casa de amigos.

Pombal de Fêmeas voadoras

IMG_4643

Amigo do seu amigo, e damos um exemplo, no ano que findou, um dos seus companheiros teve o infortúnio de lhe morreram quase todos os pombos, Adriano Malveiro ofereceu lhe 70 borrachos para não o deixar perder o entusiasmo. Muitos dos pombos que tem oferecido ao longo dos anos têm-se revelado de boa qualidade e ajudado muita gente. Não se considera vendedor de pombos…talvez mais um comprador.

3260430

Adepto da viuvez com machos e fêmeas, adepto dos treinos em linha, nomeadamente 1x por semana na altura da campanha desportiva. Gostaria de fazer mais, mas a vida profissional não lhe permite andar sempre na estrada.

IMG_4642

A asa de uma das pérolas…ainda a voar…

IMG_4644

Aqui fica a foto da mãe da “Craque Lilás”

300975

Os títulos não apareceram recentemente. Desde há vários anos a esta parte que Adriano Malveiro se tem destacado por onde tem concorrido, nomeadamente nos anos áureos da Malveira, sagrou se ai também Campeão de Fundo.

IMG_4619

O projecto que falamos anteriormente é precisamente a alimentação de um novo pombal em Carnaxide, conduzido por João Guerra (Passarinho) e Gualberto Rodrigues Crespim, (Team Carnaxide) que estão fotografados em baixo com uma pequena lembrança que ofereceram ao amigo Adriano por altura da exposição Distrital de Lisboa 2017. Este pombal em Carnaxide o ano que passou já foi campeão de Fundo no Lusitano e só tinham borrachos. Borrachos esses que são tirados nos reprodutores em Casa do Adriano Malveiro e lá colocados. As indicações de base dos procedomentos são dadas sempre pelo Chefe da “Banda”.

IMG_4621

Adriano Malveiro, diz nos com todas as letras e confiança que esta rodeado de bons amigos e que só assim é possível conjugar a sua actividade profissional e competir ao mais alto nível. Este ano convidou António Silva a juntar se à equipa, o que foi aceite de imediato.

Cá temos o pombo que esta a marcar a reprodução ao mais alto nível…

Obelix malveiro

Principais Títulos em 2017

Campeão distrital de Fundo

4º  Velocidade Na Zona

Campeão de Bloco e Zona de Meio fundo

5º Melhor Pombo Distrital de Fundo

3º Melhor Pombo de Zona de Fundo

2º Melhor Pombo de Bloco de Fundo

Pombal Fêmeas Reprodutoras

Este ano foi construído um fosso neste pombal, para evitar o acasalamentos entre pombas e poupar ao máximo a parte física destas.

IMG_4618

Continuando em 2017, Adriano Malveiro teve a fortuna de fazer 3 X 1º de Valência, numa única prova de Valência, ganha na sua colectividade, ganha no pombal em Carnaxide e ainda no pombal onde colocou os 70 borrachos, aí volta a ganhar um pombo do seu pombal…é obra. 

Sagrou se hexa campeão Geral em Algueirão.

Nos últimos 11 anos venceu esse campeonato 10 vezes… é obra.

Como já disse-mos anteriormente estes resultados não aparecem do nada e de repente, em outras ocasiões e de forma consistente  já vinha acontecendo, por exemplo em 2014 foi também campeão Distrital de Fundo da sua Zona, foi campeão o IAPCC em 2017, já em 2007 tinha sido campeão distrital na zona Oeste…mas esta sorte dá muito trabalho, algum investimento financeiro e temporal e alguma arte de  observação e perseverança.

Pombal de Reprodução

Actualmente desabitado, esta a ser remodelado, para na altura certa iniciar ai a criação para a próxima época. Ainda existe um outro pombal com ninhos para os reprodutores, mas esse apenas é utilizado para reproduzir borrachos para competir em derbys.

IMG_4614

O Campeão Distrital de Fundo de Lisboa, disse nos ter o prazer de fazer dois agradecimentos muitos especiais. Em primeiro lugar à sua esposa Ana, que tem sido a sua rocha e que sempre lhe tem dado força, nas sua “maluquice”, chegou a voar pombos, a alimentar a limpar pombais, é sem duvida a companheira de uma vida. Em segundo lugar um agradecimento ao seu sogro que ajuda diariamente a condução da colónia, José Bernardes, já com 78 anos ainda continua com o sangue activo e cheio de vontade de estar com os pombos.IMG_2908

Foi a primeira vez que visitamos o pombal de Adriano Malveiro. Tínhamos uma comitiva de boas vindas à espera, tudo boa gente. Foi uma entrevista fácil porque quem gosta de pombos metido num pombal com tanta qualidade… é como peixe na agua. Encontrámos um homem com os sentimentos à flor da pele, que se emociona quando fala do percurso que traçou na columbofilia e dos pombos que mais se têm destacado. Demos a volta completa às instalações, manuseamos alguns pombos e falamos muito de pombos, foi quase um dia inteiro, já se fazia de noite e ainda continuávamos a encontra do que falar e pombos para apanhar. Foi uma visita interessante. Parabéns a esta família, um bem aja a D. Ana que esta sempre pronta a “aturar esta malta dos pombos” e para os amigos que estiveram presentes uma palavra também para eles que tornaram a tarde mais animada.

Até breve…

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: